“É um método atual”, diz Pe. Éverson sobre a novena Natal em Família.

0 Comentários

Como seminarista, ele acompanhou o surgimento da ideia, e como padre, trabalhou efetivamente na expansão da novena Natal em Família. Hoje, aos 55 anos de vida redentorista e 49 de sacerdócio, padre Éverson de Faria destaca que a novena é uma inspiração do Espírito Santo. “Não é só uma novena. É uma proposta de evangelização que está aí, e é muito importante”, diz o missionário.

Ele recorda uma reunião dos missionários redentoristas em 1958, que buscava uma forma de ajudar na preparação das missões itinerantes. “Foi quando decidiram começar a missãozinha com as crianças e a chamada ‘pré-pré-missão’, em que dividíamos a paróquia em setores”, explica. Para cada setor era indicado um coordenador, que animava 30 encontros de oração e reflexão a partir de um subsídio preparado para essa fase missionária. Tudo isso ainda antes do Concílio Vaticano II.

“Houve uma missão na cidade de Araraquara/SP. Foi a minha primeira missão. Naquele período, o Pe. Daniel Tamassia morava lá. Pe. Daniel foi designado para um bairro, chamado Vila Xavier. Terminada a missão, ele continuou a atender a comunidade no intervalo entre uma missão e outra”, conta padre Éverson.

Neste acompanhamento, veio outro desafio: o que fazer na pós-missão? Segundo Éverson, Tamassia conheceu duas irmãs leigas de Campinas, que mostraram para ele uma novena de Natal que havia sido feita na década de 1940. A partir dessa ideia, ele elaborou o ‘Natal em Família’ para a comunidade da Vila Xavier. Orientado por outro redentorista, Pe. João Rezende, foram elaborados os esquemas dos encontros e a linha teológica da novena, que nos primeiros anos eram basicamente estudos bíblicos.

No ano seguinte, outras paróquias da diocese de São Carlos/SP também adotaram a novena ‘Natal em Família’, já no início da década de 1970. “Em 1973, o Pe. Daniel conseguiu o patrocínio do Banco Real, que financiou o projeto com 150 mil livros. Ele já morava em Goiás”. Daí para a frente, o trabalho só cresceu, ao ponto de na década de 1980 chegar a mais de 2 milhões de exemplares por ano. “Sem dúvida, tudo isso foi uma grande inspiração do Espírito Santo. É um método atual, e precisamos valorizar cada vez mais”.

 

#NatalEmFamília #NatalTodoDia

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • PARABÉNS!

    0 70

    Pe. André - Roma

    View more
  • PARABÉNS!

    0 106

    Pe. Natalino Trindade/Paróquia

    View more
  • PARABÉNS!

    0 75

    Pe. Bariani Trindade/Paróquia

    View more
  • PARABÉNS!

    0 84

    Pe. Paulo Cézar Campinas/Goiânia

    View more

Dec 2017

Não há eventos para hoje!
dom seg ter qua qui sex sab
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30

Video Em Destaque

  • Editor: P. Rafael Vieira, CSsR
  • Colaboradores: P. Maurício Brandolize, CSsR, Ir. Diego Joaquim, CSsR, Fr. Auro Marques, CSsR e o postulante Ênede Cordeiro.
  • Área Reservada: Padre Eduardo Rezende, CSsR.
  • MANTENHA CONTATO!

    ÚLTIMAS POSTAGENS

    TWEETS MAIS RECENTES

    Read all tweets

    © 2015 Redentoristas Provincia de Goiás | E-mail: portal@redentorista.com.br

    Desenvolvido por WEBCERRADO Soluções Digitais